Os Tripes do Brasil
Identificação, Informações, Novidades

Hercinothrips femoralis

Hercinothrips femoralis (Reuter, 1891: 166).

Referência original: Reuter OM (1891) Thysanoptera, funna i finska orangerier. Meddeleser af Societas pro Fauna et Flora Fennica 17: 160–167.

  

Família

Thripidae, Panchaetothripinae

 

Informações sobre nomenclatura

http://thrips.info/wiki/Hercinothrips_femoralis

 

Diagnose

Corpo castanho, cabeça e pronoto com marcas amarelas; todos os tarsos e tíbias amarelos; segmentos abdominais IX–X mais claros; segmentos antenais I & III amarelos; II castanho; IV & V amarelos e escurecidos com castanho apicalmente; VI–VIII castanhos; asas anteriores majoritariamente castanhas, com uma área sub-basal e uma subapical mais claras, ápice claro. Cabeça reticulada e com crista occipital transversal. Antenas com 8 segmentos, III & IV com cones sensoriais bifurcados e delgados; VIII alongado. Pronoto reticulado e sem cerdas longas nos ângulos posteriores; retículas com marcas internas. Endofurca mesotorácica sem espínula e endofurca metatorácica com um par de braços longos e curvos se estendendo ao mesotórax. Mesonoto sem divisão longitudinal medialmente. Metanoto reticulado, cerdas medianas longas; sensilas campaniformes presentes e situadas na região anterior. Tarsos com dois segmentos. Asas anteriores com duas fileiras completas de cerdas. Tergitos abdominais finamente esculturados com retículas alongadas nos terços laterais, esculturação transversalmente reticulada anteromedialmente; cerdas medianas diminutas e distantes entre si; margem posterior do tergito VIII com um pente de microtríquias lateralmente; tergito X parcialmente dividido medialmente. Ambos os sexos macrópteros.

 

Esternitos III–VII dos machos com uma placa porosa transversal, longa e estreita, em cada; esternito IX com três pares de cerdas robustas, parecidas com espinhos.

 

Variação intraespecífica

Área subapical mais clara nas asas anteriores varia de uma pequena mancha a uma faixa bem definida.

 

Informações do gênero e espécies similares

Hercinothrips é um gênero africano que inclui nove espécies, a maior parte delas amplamente distribuídas pelo mundo. Os membros desse gênero são incomuns, mas não únicos entre os Panchaetothripinae, por possuírem asas anteriores com duas fileiras completas de cerdas e tarsos com dois segmentos. Hercinothrips femoralis é muito semelhante à H. bicinctus, mas essa espécie é distinguida por possuir segmentos antenais VI–VIII castanhos e asas anteriores mais extensivamente escuras. 

 

Distribuição no mundo

Descrita originalmente da Finlândia, presume-se que seja de origem africana. Atualmente é amplamente distribuída nos trópicos e subtrópicos, incluindo as Américas Central e do Sul.

 

Distribuição no Brasil*

*Dados da literatura e dos autores

 

História de vida

Frequentemente chamado de tripes listrado de estufas (Banded Greenhouse Thrips), essa espécie vive em folhas maturas de várias espécies de plantas. É comumente encontrada se reproduzindo em pepino, bananeiras e ornamentais. No Brasil, foi coletada em Hyptis (Lamiaceae). O ciclo de vida, da oviposição ao adulto, leva cerca de 19 dias em condições experimentais a 27°C (Laughlin 1971).

 

Importância econômica

É considerada uma peste de menor importância em estufas e bananeiras (Wilson 1975). As áreas danificadas desenvolvem manchas prateadas, pontilhadas com as fezes escuras dos tripes.

 

Referências sugeridas

Laughlin R (1971) A culture method for Hercinothrips femoralis (Reuter) (Thysanoptera). Journal of the Australian Entomological Society 10: 301–303.

Mound LA (1970) Studies on heliothripine Thysanoptera. Proceedings of the Royal Entomological Society of London 39: 41–56. 

Mound LA & Marullo R (1996) The Thrips of Central and South America: An Introduction. Memoirs on Entomology, International 6: 1–488.

Wilson TH (1975) A monograph of the subfamily Panchaetothripinae (Thysanoptera: Thripidae). Memoirs of the American Entomological Institute 23: 1–354.


Publicado em: 28/12/2016
Postado por: Adriano

Galeria de fotos:

Atendimento


Brasil, Rio Grande do Sul, Rio Grande

Campus Carreiros: Av. Itália km 8

Bairro Carreiros



(51) 9812-37076


cavalleri_adriano@yahoo.com.br

Curta nossa Fan Page

Thysanoptera © Todos Direitos Reservados 2020

Facebook Instagram Linkedin

Hostche - Criação de Sites