Os Tripes do Brasil
Identificação, Informações, Novidades

Hoodothrips constrictus

Hoodothrips constrictus (Hood, 1925: 51).

Referência original: Hood JD (1925) New neotropical Thysanoptera collected by C.B. Williams. Psyche 32: 48–69.

 

Família

Thripidae, Panchaetothripinae

 

Informações sobre nomenclatura

http://thrips.info/wiki/Hoodothrips_constrictus

 

Diagnose

Corpo castanho-escuro, tarsos amarelos e tíbias extensivamente castanhas; segmentos antenais I–II e VI castanhos, III–IV amarelos e V castanho na metade apical; asas anteriores com coloração em faixas, castanhas basalmente e com faixas brancas sub-basalmente, medialmente e sub-apicalmente; ápices escuros. Cabeça fortemente esculturada e sem uma constrição distinta atrás dos olhos; região ocelar fortemente elevada. Antenas com 6 segmentos; III & IV com cones sensoriais bifurcados; VI alongado. Pronoto reticulado, sem cerdas longas; sem marcas internas nas retículas. Endofurca mesotorácica sem espínula e endofurca metatorácica com um par de braços longos e curvos se estendendo ao mesotórax. Mesonoto com esculturação convergindo posteriormente na linha mediana, criando a aparência de uma falsa divisão longitudinal, divisão completa apenas no 1/5 posterior. Metanoto com área mediana reticulada formando um triângulo; sensilas campaniformes presentes; um par de cerdas longas situado medialmente. Tarsos com um segmento. Asas anteriores com as duas fileiras de cerdas incompletas; cerdas nas venações robustas e escuras, aproximadamente tão longas quanto 0,75 da largura mediana da asa anterior. Tergitos abdominais II–X com esculturação reticulada; II–VIII com um par de cerdas medianas curtas e distantes entre si; II com um grupo de microtríquias robustas e curvadas anterolateralmente; X ligeiramente alongado e com divisão longitudinal completa, usualmente assimétrico; segmento X constrito no quarto basal, largo medialmente e então constrito novamente no ápice. Esternitos reticulados e com três pares de cerdas posteromarginais pequenas. Fêmea macróptera.

 

Macho desconhecido.

 

Variação intraespecífica

Sem registro.

 

Informações do gênero e espécies similares

Hoodothrips é um gênero Neotropical proximamente relacionado com o gênero do Velho Mundo, Astrothrips. Possui três espécies que possuem cerdas fortemente fusiformes nas asas anteriores e um grupo de microtríquias robustas e curvadas no tergito abdominal II. Hoodothrips constrictus é muito parecida com H. brevipilus, que também possui antenas com 6 segmentos, mas possui cerdas das venações das asas anteriores mais longas e segmento X fortemente constrito na base e no ápice.

 

Distribuição no mundo

Descrita de Trinidad, é amplamente distribuída na América Central. Também registrada para a Argentina, Brasil e Estados Unidos.

 

Distribuição no Brasil*

Bahia, Ceará e São Paulo.

*Dados da literatura e dos autores

 

História de vida

Vive em folhas. Apesar de ter sido coletada em diversas espécies de plantas não relacionadas, não há registros de associação com plantas hospedeiras. Sempre encontrada em baixas abundâncias.

 

Importância econômica

Sem registro.

 

Referências sugeridas

Mound LA & Marullo R (1996) The Thrips of Central and South America: An Introduction. Memoirs on Entomology, International 6: 1–488.

Wilson TH (1975) A monograph of the subfamily Panchaetothripinae (Thysanoptera: Thripidae). Memoirs of the American Entomological Institute 23: 1–354.


Publicado em: 29/12/2016
Postado por: Adriano

Galeria de fotos:

Atendimento


Brasil, Rio Grande do Sul, Rio Grande

Campus Carreiros: Av. Itália km 8

Bairro Carreiros



(51) 9812-37076


cavalleri_adriano@yahoo.com.br

Curta nossa Fan Page

Thysanoptera © Todos Direitos Reservados 2020

Facebook Instagram Linkedin

Hostche - Criação de Sites