Os Tripes do Brasil
Identificação, Informações, Novidades

Microcephalothrips abdominalis

Microcephalothrips abdominalis (Crawford, 1910: 157).

Referência original: Crawford DL (1910) Thysanoptera of Mexico and the south II. Pomona College Journal of Entomology 2: 153–170.

 

Família

Thripidae, Thripinae

 

Informações sobre nomenclatura

http://thrips.info/wiki/Microcephalothrips_abdominalis

 

Diagnose

Corpo castanho; tíbias anteriores, tarsos e segmento antenal III mais claros, asas anteriores castanhas. Cabeça com olhos grandes e dois pares de cerdas ocelares; região ocelar sem esculturação. Antenas com 7 segmentos, III & IV com cones sensoriais bifurcados. Pronoto ligeiramente mais largo posteriormente e cerdas posteroangulares não desenvolvidas; cerdas anteroangulares e anteromarginais diminutas. Espínula mesotorácica longa; espínula metatorácica ausente. Metanoto com linhas irregulares de reticulação posteromedialmente; sensilas campaniformes presentes; dois pares de cerdas, par mediano curto e situado atrás da margem anterior. Tarsos com dois segmentos. Asas anteriores com as duas fileiras de cerdas incompletas. Tergitos abdominais com ctenídias laterais e um craspeda de lobos triangulares nas margens posteriores; ctenídia no VIII póstero-medianamente em relação ao espiráculo; margem posterior do tergito VIII com um pente completo de microtríquias situadas sobre bases triangulares largas. Esternitos sem craspeda, com numerosas cerdas discais e três pares de cerdas posteromarginais longas. Fêmeas macrópteras.

 

Machos mais claros e frequentemente micrópteros; esternitos abdominais com craspeda com dentes triangulares, e esternitos III–VII com placas porosas circulares pequenas.

 

Variação intraespecífica

Alguns indivíduos que foram estudados em várias localidades possuem cones sensoriais em um ou ambos os antenômeros simples, não bifurcados (Hoddle et al. 2012).

 

Informações do gênero e espécies similares

Microcephalothrips abdominalis é a única espécie conhecida nesse gênero e é possivelmente relacionada com o gênero Thrips. Ambos os grupos não possuem o par de cerdas ocelares I na cabeça e possuem ctenídia bem desenvolvido que é póstero-medianamente em relação ao espiráculo do tergito VIII. Porém, M. abdominalis é característico por possuir um craspeda com lobos denteados na margem posterior dos tergitos abdominais.

 

Distribuição no mundo

Amplamente distribuída em todos os continentes, particularmente comum em países tropicais.  

 

Distribuição no Brasil*

Amplamente distribuída: registrada para o Ceará, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

*Dados da literatura e dos autores

 

História de vida

Vive em flores, particularmente asteráceas. É conhecido como o tripes de flores compostas (Composite Thrips), e é frequentemente encontrado em grandes números em flores de Ageratum, Helianthus e Tagetes.

 

Importância econômica

Tem sido considerada uma espécie praga de plantas ornamentais no sudeste dos Estados Unidos. Infestações maiores causam danos na corola, estames, e sementes em desenvolvimento de plantas da família Asteraceae (e.g. Bidens formosa, crisântemo, Helianthus, Pyrethrum, Tagetes, Zinnia) (Hoddle et al. 2012). Pétalas perdem a pigmentação, envelhecem cedo e caem prematuramente.

 

Referências sugeridas

Cavalleri A, Romanowski HP & Redaelli L (2006) Thrips species (Insecta: Thysanoptera) inhabiting plants of the Parque Estadual de Itapuã, Viamão, Rio Grande do Sul state, Brazil. Revista Brasileira de Zoologia 23(2): 367–374.

Hoddle MS, Mound LA & Paris DL (2012) Thrips of California. CBIT Publishing, Queensland. Disponível em http://keys.lucidcentral.org/keys/v3/thrips_of_california/ Thrips_of_California.html

Mound LA & Marullo R (1996) The Thrips of Central and South America: An Introduction. Memoirs on Entomology, International 6: 1–488.

 


Publicado em: 29/12/2016
Postado por: Adriano

Galeria de fotos:

Atendimento


Brasil, Rio Grande do Sul, Rio Grande

Campus Carreiros: Av. Itália km 8

Bairro Carreiros



(51) 9812-37076


cavalleri_adriano@yahoo.com.br

Curta nossa Fan Page

Thysanoptera © Todos Direitos Reservados 2018

Facebook Instagram Linkedin

Hostche - Criação de Sites