Os Tripes do Brasil
Identificação, Informações, Novidades

Psydrothrips kewi

Psydrothrips kewi Palmer & Mound, 1985: 192.

Referência original: Palmer JM & Mound LA (1985) New World Thripidae (Thysanoptera) with nine-segmented antennae. Zoological Journal of the Linnean Society of London 84: 181–194.

 

Família

Thripidae, Thripinae

 

Informações sobre nomenclatura

http://thrips.info/wiki/Psydrothrips_kewi

 

Diagnose

Corpo amarelo a castanho-claro, com as margens da cabeça castanhas; segmentos antenais I–II & VI–IX castanhos, III–V amplamente amarelos mas escurecidos no ápice; clavus e asas anteriores castanho-claras com uma pequena área mais clara sub-basalmente. Cabeça projetada anteriormente à frente dos olhos; três pares de cerdas ocelares, par III longo e situado nas laterais do primeiro ocelo; cerdas pós-oculares I–III relativamente longas e organizadas em uma fileira longitudinal. Antenas longas e delgadas, com 9 segmentos; III & IV com cones sensoriais bifurcados. Pronoto sem esculturação, com um par de cerdas posteroangulares longas (par interno) e dois pares de cerdas posteromarginais pequenas. Endofurca mesotorácica com espínula fracamente desenvolvida; endofurca metatorácica com espínula fortemente desenvolvida. Mesonoto reticulado, exceto anteriormente; metanoto reticulado, sem sensilas campaniformes; dois pares de cerdas, par mediano curto e situado atrás da margem anterior. Asas anteriores com a primeira fileira de cerdas amplamente interrompida, segunda fileira completa. Tergitos abdominais VI–VII com as cerdas medianas medindo metade do comprimento do tergito; margem posterior do tergito VIII com um pente completo de microtríquias longas. Esternitos II–VII com várias cerdas discais e três pares de cerdas marginais. Fêmeas sempre macrópteras.

 

Macho desconhecido.

 

Variação intraespecífica

Sem registro.

 

Informações do gênero e espécies similares

Psydrothrips é um gênero neotropical possivelmente relacionado à Anaphothrips e gêneros próximos do Novo Mundo. As espécies Psydrothrips não possuem cerdas longas no pronoto e machos compartilham a condição incomum de possuírem uma pequena placa porosa entre os esternitos abdominais II–III em vez das placas porosas típicas dos Thripinae (Mound 2009). Essa característica avançada também está presente em outros Thripinae do Novo Mundo com antenas com 9 segmentos: Charassothrips, Desertathrips, Enneothrips, Pseudothrips. Psydrothrips também inclui P. luteolus, e as diferenças entre ambas são principalmente baseadas na coloração. A cabeça e segmentos antenais I–II são amarelos em P. luteolus, e as cerdas posteroangulares do pronoto são mais longas que em P. kewi (Nakahara & Tsuda 1995).

 

Distribuição no mundo

Descrita de uma estufa na Inglaterra, é registrada para o Brasil e México. Possivelmente de origem sul-americana.

 

Distribuição no Brasil*

Ceará.

*Dados da literatura e dos autores.

 

História de vida

Espécie oligófaga, vive em folhas de diversas plantas da família Araceae como Philodendron spp. e Zantedeschia aethiopica.

 

Importância econômica

Causa danos em plantas ornamentais da família Araceae em estufas e em ambientes naturais.

 

Referências sugeridas

Cavalleri A, de Lima MGA, Luiz PL & Pereira AAPL (2014) The First Record of Psydrothrips kewi (Thysanoptera: Thripidae) in South America, with Notes on Its Damage on Calla Lily (Alismatales: Araceae). Florida Entomologist 97(2): 852–853.

Mound LA (2009) Sternal pore plates (glandular areas) of male Thripidae (Thysanoptera). Zootaxa 2129: 29–46.

Nakahara S & Tsuda D (1995) Psydrothrips luteolus new species, from Hawaii and notes on P. kewi (Thysanoptera: Thripidae). Proceedings of the Entomological Society of Washington 96: 156–161.

Palmer JM & Mound LA (1985) New World Thripidae (Thysanoptera) with nine-segmented antennae. Zoological Journal of the Linnean Society of London 84: 181–194.


Publicado em: 30/12/2016
Postado por: Adriano

Galeria de fotos:

Atendimento


Brasil, Rio Grande do Sul, Rio Grande

Campus Carreiros: Av. Itália km 8

Bairro Carreiros



(51) 9812-37076


cavalleri_adriano@yahoo.com.br

Curta nossa Fan Page

Thysanoptera © Todos Direitos Reservados 2022

Facebook Instagram Linkedin

Hostche - Criação de Sites